Controle religioso das pessoas

Livres dos Fardos Religiosos

 

Muitos líderes são verdadeiros gerentes de organizações religiosas. Muitos têm grandes habilidades e procuram controlar milhões de adeptos espalhados nos quatro cantos do mundo. Mas como nenhum ser humano é Deus, apesar dos aparatos tecnológicos e de toda estrutura bem organizada, ninguém possui uma igreja, cujos membros sejam cem por cento corretos.

 

 

image

Descrição: Data: junho/2012. Autor: Maralvestos. Derivada da obra de E Pluribus Anthony, licença DP.

Chamamos de controle religioso qualquer ato religioso que tem o objetivo de controlar a vida das pessoas. Hoje em dia, em algumas religiões, o controle é feito com tecnologia e conhecimento. No passado, foi usado o terror.

 

Na Idade Média e Moderna, o catolicismo quis manter o seu domínio religioso. Um dos meios usados, como já vimos noutras mensagens, foi a Inquisição com todos os seus mais terríveis métodos de investigações, torturas e julgamentos. Foram tempos difíceis, pois ninguém podia cultivar nenhum elemento religioso diferente daqueles propostos pela “Santa Madre Igreja”. Qualquer coisinha que ferisse algum dos seus dogmas podia ser considerada uma heresia. Muitas mulheres perderam o sossego, pois eram sempre vigiadas sob suspeita de bruxaria. Mudar de religião, nem pensar. Os judeus convertidos ao catolicismo, chamados de cristãos-novos, eram fiscalizados o tempo todo. Recusar comer carne de porco ou praticar certos costumes judaicos era sinal de judaísmo, e havia perseguição na certa. Por causa disso, muitos judeus foram chamados, pejorativamente, de marranos, palavra que significa “porco”. Por causa desses absurdos cometidos pela Igreja, que procurou controlar a vida das pessoas durante vários séculos, milhares e milhares de pessoas foram presas, torturadas e mortas nas fogueiras. Muitos católicos fazem de tudo para defenderem a Igreja dessa falta gravíssima. Mas tirando os exageros dos mais exaltados, infelizmente a maldita Inquisição aconteceu mesmo, e foi a ferramenta usada como controle religioso, principalmente na Europa. [1], [2], [3], [4], [5], [6], [7], [8]

 

Depois da Reforma, surgiram algumas igrejas protestantes. Mas o veneno da Inquisição acabou indo junto. Alguns líderes protestantes, como João Calvino e Lutero, também tentaram controlar a vida de muitos. [9], [10], [11]

 

Mesmo sem o terror de outrora, ainda hoje, muitas igrejas evangélicas vigiam os seus membros. Qualquer violação dos usos e costumes impostos é punida de alguma maneira. Algumas mulheres, por exemplo, são penalizadas com a excomunhão pelo simples fato de apararem as pontas dos seus cabelos. Em algumas igrejas, pessoas legalistas, arrogantes, com aparência de santidade e cheias de hipocrisias vivem vigiando a vida dos outros, ávidos de encontrar alguém violando as suas “sãs doutrinas”.

 

Hoje em dia, como muitas igrejas são verdadeiras organizações religiosas, seus membros são controlados através de alguns recursos. Quando alguém entra para uma igreja evangélica, muitas vezes, ela precisa fornecer vários dados pessoais como: nome completo, endereço, retrato, data de nascimento, número de documento dentre outros.

 

Nenhum ser humano tem o direito de controlar a vida religiosa dos outros. Os bons líderes religiosos devem ensinar o que é certo para todos, alertar as pessoas sobre os erros e ajudá-las a andarem no bom caminho. Cada um é livre para, conscientemente, aceirar ou não os ensinos, as admoestações e as ajudas. Não devemos investigar a vida religiosa de ninguém. Cada um prestará conta de si mesmo a Deus. (Romanos 14:12.) [12] Somente Ele é capaz de manter o verdadeiro controle de todas as coisas. Por isso, na igreja livre, de acordo com o evangelho original de Jesus, ninguém deverá ser controlado de forma alguma.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br