Comportamentos religiosos

Livres dos Fardos Religiosos

 

Dois homens foram orar num templo. Um era da religião dos fariseus, e o outro, cobrador de impostos. O fariseu ficou de pé e orou a Deus dizendo assim: “Ó Deus, eu te agradeço porque não sou avarento, desonesto nem imoral, como os outros homens. Agradeço-te também porque não sou como este cobrador de impostos. Jejuo duas vezes por semana e te dou a décima parte de tudo quanto ganho.”

 

 

clip_image002[10]

Descrição: O fariseu e o publicano. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

Mas o cobrador de impostos ficou de longe e nem levantava o rosto para o céu. Batia no peito e dizia: “Ó Deus, tem pena de mim, pois sou pecador!” (Lucas 18.9-14. Texto entre aspas da NTLH). [1]

 

Aqui vemos dois religiosos com comportamentos diferentes: Um era orgulhoso. Sentia-se puro e melhor do que os outros. E para aumentar o seu orgulho, ainda fez comparações com a pessoa que estava do seu lado. E ainda louvou a si mesmo dizendo que jejuava duas vezes por semana e dava o dízimo de tudo. Mas o outro foi humilde. Não se exaltou com a sua oração.

 

Comportamentos religiosos são maneiras de se comportar dentro de uma religião. São condutas ou procedimentos que podem ser bons ou maus. No relato que acabamos de ver, temos dois exemplos: orgulho e humildade.

 

·       Exemplos de bons comportamentos: humildade, arrependimento, fé, amor, bondade, misericórdia, mansidão, paz, respeito, perdão, justiça, etc.

 

·       Exemplos de maus comportamentos: orgulho, vingança, preconceito, escravidão, violência, etc.

 

Toda pessoa religiosa deveria ter bons comportamentos, pois religião é a busca da amizade com Deus, e isto só é possível quando procuramos ser corretos. Mas nem sempre isso acontece. Infelizmente, dentro de muitas religiões e igrejas, onde as pessoas deveriam se comportar da melhor maneira possível, há um monte de coisas nojentas. Encontramos péssimos exemplos entre os religiosos a ponto de fazer muitos pensarem que religião é apenas mais uma mazela da humanidade. Muitos tentam agradar a Deus sem deixar de lado as atitudes más. Muitas condutas más são encontradas nas religiões de todos os tempos.

 

No meio desse cenário religioso repleto de maus comportamentos, surge Jesus com uma mensagem diferente, reprovando as más condutas. Mas por incrível que pareça, na história do cristianismo, encontramos incoerências, exteriorismos, orgulhos, hipocrisias, fanatismos, contendas, sectarismos, partidarismos, autoritarismos, injustiças, avarezas, cobiças, maldades, preconceitos, ódios, discriminações, intolerâncias, vinganças, guerras, escravizações, vilipêndios, vitupérios, profanações e muitos outros procedimentos maus. Grande parte do cristianismo não viveu e não vive a mensagem original de Jesus. Mancharam e mancham o bom nome do evangelho do reino de Deus. O cristianismo tem sido uma religião de aparências com muitas práticas religiosas misturadas com maus comportamentos. O pior de tudo é que coisas assim nós encontramos até entre os líderes cristãos. É uma vergonha ver igrejas carregadas de pessoas orgulhosas, arrogantes, preconceituosas... Não foi isso que Jesus ensinou.

 

Precisamos de um cristianismo diferente onde haja virtudes e não maus comportamentos. Erros todos nós cometemos, mas prevalecer em certos erros é algo muito sério. A fé cristã precisa ser um modo novo de vida para as pessoas. Não pode ser apenas mais uma religião repleta de meros afazeres. Que seja uma luz para o mundo e não trevas para agravar mais as coisas. O evangelho que Jesus pregou não é um conjunto de rituais e liturgias como temos visto por ai e ao longo da história, mas uma mudança de atitudes.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br