Negócios divinos

Livres dos Fardos Religiosos

 

Um automóvel caro seguia pela rua, com um adesivo no vidro traseiro, escrito o seguinte, com letras bem grandes: “Quer um? Seja fiel dizimista e ofertante.”

 

 

image

Descrição: Propaganda dizimista. Data: Agosto/2012. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

Deus está no comando de tudo. Então por que alguns atrevidos, dando uma de profetas de divinos, oferecem uma bênção divina que pode ser conseguida com a entrega de dízimos ou com a aquisição de algum produto ungido que será oferecido de graça (de graça?!) em troca de uma oferta com um valor estipulado. Preste bem a atenção: do jeito que muitos estão fazendo, parece que não é Deus quem decide o que vai fazer por você. É o “missionário”, o “pastor”, o “bispo”, o “profeta”, o “homem de Deus”. Eles decidem o que você vai ganhar do Senhor. Parece que Deus virou empregado deles. E o que eles prometem são coisas tentadoras: aquisição de carros importados, dobra do patrimônio em um ano, dom de adquirir riquezas, o seu primeiro milhão, aumento do patrimônio em 10 vezes mais, 50 vezes mais, 100 vezes mais e até 600 vezes mais, além de outras loucuras vistas por ai.

 

Negócio é qualquer relação comercial, negociação, comércio. Negócios divinos são essas falsas barganhas que alguns estão fazendo, usando o nome de Deus e de Jesus.

 

Produtos e serviços gospel ungidos e abençoados oferecidos em algumas igrejas, nos negócios divinos.

 

Produtos “made in Palestine”.

 

·       Água do mar Vermelho, onde o povo hebreu, através do milagre de Deus, passou fugindo dos inimigos egípcios, para abrir caminhos para você poder fugir de todo mal perseguidor.

·       Água do mar da Galiléia, onde Jesus realizou pescas milagrosas em abundância, para fazer você pescar prosperidades abundantes.

·       Água do mar Morto, onde Deus queimou, com fogo e enxofre, todo mal de Sodoma e Gomorra, para você conseguir queimar todos os seus males.

·       Água do túmulo de Jesus para fazer ressuscitar seus projetos e sonhos.

·       Água da fonte de Gideão para Deus dar para você a vitória, assim como deu a vitória a Gideão contra os seus inimigos midianitas.

·       Água do Monte Moriá, onde Deus se manifestou a Abraão como Jeová Jiré, provendo um cordeiro para o holocausto, para lhe dar provisões.

·       Água do Rio Jordão, lugar onde Naamã foi curado e Jesus foi batizado, para lhe dar uma unção especial.

·       Água do tanque de Betesda, onde Jesus curou um homem enfermo há 38 anos, para você curar seus males enraizados por muito tempo.

·       As sete águas mais poderosas do mundo. Se cada uma das oito águas tem grande poder, imagine sete águas poderosas juntas.

·       Sal do mar morto para gerar milagres.

·       Terra de Israel com a mesma finalidade.

 

Outros

 

·       Água ungida para beber ou espargir nos cômodos da casa.

·       Terra ungida para abençoar.

·       Vassoura ungida para limpar os males da casa.

·       Rosa ungida para conquista do amor.

·       Fitinha ungida para proteção.

·       Sabonete ungido para lavar todo mal.

·       Alianças para você fazer aliança com Deus e conquistar seus sonhos.

·       Rosa do Amor para consertar seu casamento ou arrumar um cônjuge.

·       Martelo da justiça divina para resolver seus problemas com o Juiz celestial.

·       Água e óleo consagrados no monte Sinai.

·       Óleo consagrado no monte das Oliveiras.

·       Óleo da ressurreição consagrado no túmulo de Jesus.

·       Medalha comigo ninguém pode

·       Sal ungido.

·       Tapete ungido.

·       Toalhinha ungida.

·       Arca da Aliança.

·       Manto sagrado.

 

Serviços oferecidos nas reuniões gospel

 

·       Banho das sete águas.

·       Fonte da água milagrosa, onde a pessoa pode ir para lavar as mãos e assim conseguir o seu milagre.

·       Unção da chave do carro.

·       Unção de achar para fazer a pessoa encontrar soluções para os seus problemas.

·       Unção do celular para receber apenas boas notícias.

·       Unção de carteira de trabalho para encontrar bons empregos.

·       Unção com petróleo, prata e ouro para conquistar riquezas.

·       Unção do derrubador de muralhas.

·       Corrente de Jericó para quebra de muralhas.

·       Corrente para quebra de maldições.

·       Corrente da sexta-feira forte.

·       Campanha do descarrego.

·       Oração forte contra olho gordo.

·       Oração forte para tirar o encosto.

·       Regressão espiritual.

·       Fogueira santa.

 

Esses são apenas alguns exemplos. A lista é muito maior. Quando um produto ou serviço fica muito batido e perde a credibilidade, eles arrumam outros.

 

Mas não pense que tudo isso é vendido. “Não!” Dizem eles: “É tudo de graça.” O problema é que para conseguir a bênção, em muitas igrejas, é preciso fazer uma oferta para conseguir o produto ou serviço ungido. Segundo esses espertalhões, é dando uma boa oferta que a pessoa aprende a usar a sua fé. Dessa forma, eles vendem tudo isso de uma forma dissimulada, camuflada, disfarçada. E o pior é que, em alguns casos, a oferta precisa ser bem gorda. Criticam a Igreja Católica que recebia uma esmola em troca de uma indulgência que, na verdade, não passava de uma venda mascarada. Mas fazem o mesmo com muito mais coisas.

 

·       Um pastor oferecia a unção por 900,0 reais.

·       Outro propôs uma bênção especial através de uma oferta de 5 mil reais.

·       Outro profetizou doze bênçãos especiais, incluindo ganho extra de dinheiro, carros novos e importados, moradias em condomínios e coisas parecidas. Mas essas bênçãos seriam liberadas para aqueles que doassem de mil a 10 mil reais. (Pastor ousado!)

·       Uma pessoa reclamava de um pastor que pregava milagres especiais como: emagrecimento, cura da visão, cura de paralíticos, rejuvenescimentos... Mas as pessoas precisavam demonstrar a sua fé, ofertando para a igreja mil reais ou todo o dinheiro que tivessem nos bolsos.

 

Estão ensinando as pessoas a negociarem com Deus. E eles são mediadores desses negócios. Como Deus não precisa de dinheiro, essa grana fica com eles.

 

Muitos estão pregando o investimento no reino de Deus, como se fosse uma espécie de bolsa de valores divina e infalível, onde o retorno pode ser maior do que 100 por cento. É claro que Deus nos abençoa e nos dá o que precisamos. Mas não é do jeito que esses pregadores da prosperidade sem limites estão ensinando. Se fosse assim, não haveria cristão pobre. Afinal, a maioria já doou boa soma de dinheiro. Estão confundindo a prosperidade divina com a prosperidade nos moldes do capitalismo selvagem, que está enriquecendo alguns, empobrecendo multidões e matando o planeta azul.

 

Por causa de coisas assim é que temos, no Brasil, milhões de pessoas que um dia já fizeram parte de alguma igreja.  ,   Além dos problemas pessoais, das questões doutrinárias diversas, as promessas de falsas prosperidades têm sido causa do afastamento de muitas pessoas das instituições cristãs. Muitos se afastam das denominações, mas não se afastam do evangelho. Mas alguns se afastam de tudo. Aliás, alguns, embaraçados nessas falsidades, nunca conseguiam conhecer o verdadeiro evangelho, apesar de terem sidos membros de alguma instituição por longos anos.

 

Jesus disse um dia: “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão.” (Lucas 6.38a, RA.)   “E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão.” (Mateus 10.42, RC.)  

 

Paulo escreveu: ”Lembrem disto: quem planta pouco colhe pouco; quem planta muito colhe muito. Que cada um dê a sua oferta conforme resolveu no seu coração, não com tristeza nem por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. E Deus pode dar muito mais do que vocês precisam para que vocês tenham sempre tudo o que necessitam e ainda mais do que o necessário para fazerem todo tipo de boas obras.” (II Coríntios 9:6-8, NTLH.)   “E o meu Deus, de acordo com as gloriosas riquezas que ele tem para oferecer por meio de Cristo Jesus, lhes dará tudo o que vocês precisam.” (Filipenses 4.19, NTLH.) 

 

Como podemos ver, na Bíblia, encontramos promessas para aqueles que são generosos. Isso acontece porque Deus recompensa aqueles que ajudam os outros. Mas é Deus quem decide quando e como ele vai recompensar a cada um. É ele quem conhece os corações. Ele sabe quem ajuda o outro com amor e quem faz isso apenas com interesses. Deus não é empregado de nenhum pastor que anda por ai dizendo que Deus fará isso e aquilo. Afinal quem é Deus e quem é servo nessa história?

 

Seja generoso, solidário, bondoso. Ajude os outros. Ajude aqueles que trabalham na verdadeira obra de Deus. Faça isso com amor e não com a tentação das riquezas desse mundo, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam. “Mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam.” (Mateus 6.19-20, RA.)   Não tente negociar com Deus. Ele é soberano. É ele quem decide o que deve fazer. Ele nos ajuda e não nos desampara. Mas a sua proteção nem sempre é do jeito que nós queremos, mas do seu modo sábio e soberano. Confie nele e esqueça as promessas de homens sedentos de dinheiro.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br