Translate, traduzir

Batismo (parte I)

Livres dos Fardos Religiosos

 

Desde os tempos antigos, as pessoas vêm realizando diversos rituais religiosos de purificação. Um desses rituais é o batismo.

 

A palavra batismo vem da língua grega baptismō e do latim baptismus. No grego, ainda se encontra as palavras baptisma e baptismós. Esses substantivos vêm do verbo bapto e baptizo e significa batizar, imergir, banhar, lavar, derramar, cobrir ou tingir. [1], [2], [3], [4]

 

 

clip_image002

Descrição: Batismo no rio Jordão. Data: 22 de outubro de 2012. Autor: Peter van der Sluijs. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Rituais religiosos de purificação, usando água para imersão ou aspersão, surgiram há milênios de anos. Muito antes de Jesus, já existiam ritos dessa natureza. Trata-se de uma prática tradicional dos diversos povos antigos que habitavam a Índia, a Mesopotâmia, a Palestina, o Egito, a Grécia e outros lugares.

 

·       Na Índia, há milhares de anos, o rio Ganges tem sido considerado um manancial de águas sagradas, onde as pessoas sempre banharam com o desejo de se purificarem. [5]

·       Na mesopotâmia, pessoas se utilizavam das margens dos rios Tigres e Eufrates para a realização de rituais religiosos de purificação. [6]

·       No Egito, também havia a crença na purificação religiosa através da água. Em Heliópolis, antes de entrar no templo do deus Rá, o sacerdote precisava se lavar no lago sagrado. [7], [8]

·       Na Grécia, pessoas passavam por rituais purificadores na água, nos mistérios eleusinos. [9], [10] Também por lá, no Oráculo de Delfos, havia fontes, onde as pessoas também buscavam a purificação. [11] Ainda na Grécia, a deusa da torpeza, chamada Cotito, era servida por sacerdotes chamados de baptas. Eles receberam esse nome porque, antes das cerimônias religiosas, eles se banhavam para se purificarem. [12]

 

 

clip_image004

Desc.: Entardecer no rio Ganges, Índia, onde multidões têm feito rituais de purificação. Data: 27/02/2010. Autor: jeminichronicles. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

·       Os hebreus também adotaram a água como meio de purificação religiosa.

 

·       De acordo com a lei de Moisés, eles borrifavam as pessoas consideradas imundas, usando um galho de hissopo molhado numa água preparada para o ritual de purificação. (Números 19.11-20.) [13]

·       Na consagração dos sacerdotes, eles eram lavados. (Êxodo 29.4.) [14]

·       Na consagração dos levitas, eles eram borrifados com a água da purificação. (Números 8.6-7.) [15]

·       Os leprosos eram afastados do povo. (Levítico 13.) [16] Depois de curados, tinham que lavar as roupas e o corpo. (Levítico 14.8-9.) [17]

·       O profeta Eliseu mandou o general Naamã mergulhar sete vezes no Rio Jordão para ficar livre da sua lepra. (II Reis 5,14.) [18]

·       O profeta Miquéias escreveu dizendo que Deus lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar. (Miquéias 7.19.) [19]

·       Os essênios, um grupo de religiosos hebreus, também praticavam o batismo.

·       João Batista percorreu toda a circunvizinhança do rio Jordão, pregando o batismo de arrependimento para remissão de pecados. (Lucas 3:3; Atos 13.24.) [20] E muitos foram batizados. (Marcos 1.5.) [21]

 

 

clip_image006

Descrição: Naamã no rio Jordão. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

João disse para o povo se referindo a Jesus: “Eu, na verdade, vos batizo com água, mas vem o que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar-lhe as correias das sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.” (Lucas 3.16, RA, grifo meu.) [22] E Jesus disse para os seus discípulos: “Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.” (Atos 1:5, RA, grifo meu.) [23] Quando Pedro viu descer o Espírito Santo sobre as pessoas em Cesárea, ele se lembrou dessas palavras. (Atos 11.16.) [24]

 

 

clip_image008

Descrição: João Batista batizando as pessoas. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Jesus foi batizado (Mateus 3.16.) [25] Ele não batizou ninguém, mas os seus discípulos, desde o início, já realizavam diversos batismos, mais do que João Batista. (João 4.1-3.) [26] Jesus disse para eles: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” (Mateus 28.19, RA.) [27] “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.” (Marcos 16.15-16, RA.) [28] Depois de receberem o Espírito Santo, ele ministraram vários batismos.

 

 

clip_image010

Descrição: Batismo de Jesus. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

·       Em Jerusalém, logo após um discurso de Pedro, centenas de pessoas foram batizadas. (Atos. 2.38 e 41.) [29]

·       Em Samaria, depois da pregação de Felipe, também muitos foram batizados na água e também no Espírito Santo. (Atos 8.12-17.) [30]

·       Num caminho deserto, Felipe pregou para um eunuco, que foi batizado em seguida. (Atos 8.34-38.) [31]

·       Em Damasco, Paulo recebeu o batismo. (Atos 9.18.) [32]

·       Em Cesaréia, durante um discurso de Pedro, muitos foram batizados no Espírito Santo e em seguida, na água. (Atos 10.44-48.) [33]

·       Em Tiatira, uma mulher chamada Lídia ouviu a pregação de Paulo, recebendo o batismo em seguida. (Atos 16.14-15.) [34]

·       Em Filipos, um carcereiro com a sua família foram batizados. (Atos 16.27-33.) [35]

·       Em Éfeso, algumas pessoas receberam o batismo na água e no Espírito Santo. (Atos 19.1-6.) [36]

·       Em Corinto, Crispo, chefe da Sinagoga e muitos outros foram batizados. (Atos 18.8.) Paulo disse que havia batizado Crispo, Gaio e a família de Estéfanes. (I Coríntios 1.14-15.) [37]

 

 

clip_image012

Descrição: Batismo do eunuco. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Paulo disse: “Com certeza vocês sabem que, quando fomos batizados para ficarmos unidos com Cristo Jesus, fomos batizados para ficarmos unidos também com a sua morte.” (Romanos 6.13, NTLH.) [38] “Porque vocês foram batizados para ficarem unidos com Cristo e assim se revestiram com as qualidades do próprio Cristo.” (Gálatas 3.27, NTLH, grifo meu.) [39] “Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.” (1 Coríntios 12:13, NTLH.) [40] “Pois, quando vocês foram batizados, foram sepultados com Cristo; e no batismo também foram ressuscitados com ele por meio da fé que vocês têm no grande poder de Deus, o mesmo Deus que ressuscitou Cristo.“ (Colossenses 2.12, NTLH.) [41]

 

Segundo alguns especialistas, a palavra grega bapto indica um mergulho temporário, enquanto baptizo é um mergulho definitivo. [42], [43], [44] Sendo assim, o ato de mergulhar uma pessoa na água e levantá-la em seguida tem o sentido de bapto. Mas a pessoa precisa mergulhar definitivamente nas propostas de Jesus para viver para sempre submergido na fonte do bem, o manancial de água da vida. Como diz o brasileiro, precisamos “cair de cabeça” no evangelho de Jesus. Em outras palavras, precisamos nos envolver totalmente com ele. Isso é baptizo. Se a gente não viver sempre o que Cristo ensinou, nosso batismo não passa de um mero banho. O mais importante não é esse ato simbólico (bapto), mas o que ele representa ou, pelo menos, deveria representar: um mergulho definitivo no evangelho (baptizo). Precisamos nascer de novo na dimensão de Cristo. O batismo, então, deve representar o nosso mergulho definitivo nessa nova dimensão. Quem mergulha nos ensinos de Cristo ama, perdoa, faz o bem, respeita o próximo, defende a paz, não discrimina, é humilde, e muitas outras coisas. Quem não se envolve nessas coisas, seu batismo não representa nada.

 

 

 

image

Descrição: Um mergulho definitivo na dimensão de Cristo. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

A água purifica o nosso corpo, retirando dele o suor e a poeira. Mas não pode purificar a nossa alma. Sendo assim, o que realmente nos purifica é o evangelho de Jesus colocado em prática. Ele disse: “Vocês já estão limpos por meio dos ensinamentos que eu lhes tenho dado. Continuem unidos comigo, e eu continuarei unido com vocês. Pois, assim como o ramo só dá uvas quando está unido com a planta, assim também vocês só podem dar fruto se ficarem unidos comigo.” (João 15.3-4, NTLH, grifo meu.) [45] Pedro disse: “Esse batismo não é lavar a sujeira do corpo, mas é o compromisso feito com Deus, o qual vem de uma consciência limpa. Essa salvação vem por meio da ressurreição de Jesus Cristo,” (I Pedro 3.21, NTLH, grifo meu.) [46]

 

O batismo praticado pelo apóstolos era um simples passar pela água. Era apenas um ato simbólico para ser realizado apenas uma única vez. Era um ritual de passagem simples, sem dor, sem dificuldades, diferente de muitos outros rituais de passagens. Não era nenhum ritual repetitivo e complicado como os outros rituais de purificação. Não era um batismo carregado de formalidades como vemos em muitas igrejas. Mas precisava representar uma verdadeira mudança de vida. Precisava ser um marco para demonstrar a nova vida da pessoa no caminho do bem, longe do mal. É assim que deve ser ainda hoje.

 

Continuaremos no próximo post.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br