Cores litúrgicas

Livres dos Fardos Religiosos

 

Você já observou como são as roupas dos sacerdotes de algumas igrejas?  Percebeu como elas mudam de cor ao longo do ano? De onde vieram essas coisas?

 

Os sacerdotes dos hebreus, segundo a lei de Moisés, vestiram roupas feitas com as cores azul, púrpura (vermelho arroxeada), carmesim (vermelho brilhante). Êxodo 28:5-8; 15; 28; 31; 33; 37. [1]

 

 

image

Descrição: Sumo sacerdote. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Observando os ensinos de Jesus no Novo Testamento, não encontramos nenhum sacerdócio com vestimentas sagradas coloridas. Mas mesmo assim, com o tempo, as vestes sacerdotais foram surgindo. [2], [3]

 

·       Paramentos litúrgicos da Igreja Católica.

·       O padre celebra a missa com as seguintes peças: a alva, o cíngulo, a estola e a casula.

·       O diácono usa a alva, a estola e a dalmática.

·       O acólito veste batina preta e sobrepeliz.

·       O bispo ainda pode usar o solidéu, a mitra, o báculo e a Cruz peitoral. [4], [5].

 

·       Paramentos litúrgicos da Igreja Ortodoxa.

·       Do diácono: estichárion, orárion, epimaníkias.

·       Do sacerdote: estichárion, epitrachílion, epimaníkias, zone, felônion.

·       Do bispo: estichárion, epitrachílion, epimaníkias, zone, sakkos, homofórion, hipogonation, coroa, cruz, medalha de Jesus Cristo (eucópion), medalha da Mãe de Deus (Panaghia) e báculo, além de um tapete com a figura de uma água. [6].

 

Dependendo do tipo de celebração e do tempo litúrgico, algumas cores são usadas na liturgia do culto público (a missa). Cada uma possui um significado próprio. Algumas peças das vestes dos sacerdotes, bem como alguns objetos litúrgicos podem variar de cor. O altar, o tabernáculo, o ambão, a estola e a casula, todos podem ostentar as seguintes cores de acordo com a ocasião:

 

Roxo;

Rosa;

Branco;

Verde;

Vermelho;

Preto;

Azul;

Amarelo. [7], [8], [9],

 

·       No final do século II, Clemente de Alexandria achava que o clero deveria vestir roupa diferente das pessoas comuns. Mas ela deveria ser simples e branca. Ele, que era profundamente instruído na filosofia neoplatônica, talvez tenha sido influenciado pelo que dissera o filósofo Platão: “a cor branca era a cor dos deuses”. [10] Então, até o século VI, a única cor utilizada pelos dirigentes da Igreja era o branco. [11]

 

·       No início do século XIII, o papa Inocêncio III fala sobre algumas cores litúrgicas existentes na Igreja: branco, vermelho, verde, preto e violeta. Havia também o azul e o amarelo. [12]

 

·       Após o século XVI, depois da Reforma protestante, a liturgia dos cultos públicos sofreu algumas mudanças, mas muitas igrejas protestantes continuaram usando paramentos coloridos em suas liturgias. [13] As cores usadas nas liturgias anglicana, luterana e metodista, são praticamente as mesmas do catolicismo. [14], [15], [16] Outras igrejas também têm usado certas roupas, principalmente brancas.

 

Todo esse colorido é muito bonito. Todavia, nada disso é necessário para quem deseja seguir o verdadeiro evangelho. Os usos, os costumes e os simbolismos dessas cores pouco importam. O que cada pessoa realmente precisa é de mudar de vida, deixando a sua alma realmente alva. Então, se você quiser, a partir de agora, poderá deixar de se preocupar com roupas e cores sagradas. Na verdade, todos nós precisamos de trajes espirituais puros.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br